Ir direto para menu de acessibilidade.

Breadcrumbs

Início do conteúdo da página
2005

Professores do ensino médio vão escolher livros didáticos

  • Escrito por  Assessoria de Comunicação Social do FNDE com informações do Ministério da Educação
  • Terça, 26 Abril 2005 00:00

ASCOM-FNDE (Brasília) – A partir desta semana, escolas e professores da rede pública de ensino médio de todo o País poderão escolher os livros didáticos de língua portuguesa e matemática que serão utilizados em sala de aula em 2006. A escolha será feita com base no Guia do Livro Didático, que será encaminhado às escolas e que está disponível no sítio do FNDE na Internet, www.fnde.gov.br.

A opção pode ocorrer de duas maneiras: via Internet ou via formulário, enviado junto com o Guia. Pela Internet, a escolha deve ser feita até dia 2 de julho. Quem preferir usar o formulário impresso, deve postar a remessa até dia 24 de junho.

A Coordenação Geral de Produção e Distribuição do Livro da Diretoria de Ações de Assistência Educacional do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC) expede nesta semana uma carta-circular a todas as escolas públicas do ensino médio do Brasil com as orientações para a escolha. Junto com o documento, a coordenação está encaminhando o login e a senha para escolha das obras, de uso exclusivo da direção da escola.

A carta-circular também alerta escolas e professores para a necessidade de conservação dos livros, que devem ter vida útil de três anos, e a obrigatoriedade de os alunos devolverem as obras didáticas no final do ano letivo, a fim de serem reutilizados no ano seguinte por outros estudantes. No caso de insuficiência de livros, a coordenação orienta as escolas a utilizar o Sistema de Controle de Remanejamento e Distribuição da Reserva Técnica (Siscort), ferramenta disponibilizada no sítio do FNDE na Internet, que facilita, registra e controla o remanejamento de livros entre escolas e secretarias de Educação de todo o País.

Todas as disciplinas – O Programa Nacional do Livro para o Ensino Médio (Pnlem) foi criado em 2004 e começou com um projeto piloto destinado aos alunos da 1ª série do ensino médio das regiões Norte e Nordeste. Foram distribuídos 2,7 milhões de livros de língua portuguesa e de matemática, beneficiando 1,3 milhão de alunos de 5.392 escolas públicas. O investimento foi de R$ 25 milhões.

Em 2006, o benefício vai ser estendido para todo o País e contemplar as três séries do ensino médio com obras didáticas dessas duas disciplinas. Com a medida, serão beneficiados 8,1 milhões de alunos de 16.148 escolas públicas.

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC), executor do programa, espera começar a cobrir a grade curricular a partir de 2007, adquirindo livros didáticos de outras disciplinas, de forma gradativa.


Repórter: Lucy Cardoso

Fim do conteúdo da página